top of page

Adaptar ou Parar no Tempo

Atualizado: 31 de mai. de 2022

Por: Rafael Bastos

O Mundo fala em agilidade, fala da forma como tudo está mudando em uma velocidade nada comum e as empresas, as áreas de conhecimento, precisam se adaptar para continuar no jogo.


A raça Humana vem se adaptando ao longo de sua existência e não poderia ser diferente para todas as áreas na qual conhecemos.


O Que é Agilidade em Negócios


O Mundo dos Negócios é repleto de incertezas e cada vez mais difícil prever o que vai acontecer, quais os possíveis impactos e as consequências de algumas ações. Os Negócios, a tecnologia, os processos e as pessoas precisam se adaptar em busca dos melhores resultados, não importam quais sejam eles: financeiro, engajamento, pertencimento ou crescimento pessoal, todos estão em busca da melhor forma de se manter competitivo, mesmo quando o cenário é complexo.


Este Mundo no qual vivemos, a cada dia que passa, está mais difícil fazer uma previsão, poder traçar com certezas os próximos passos e poder executar um plano “perfeito” para alcançar os objetivos. Diante disso, as pessoas começaram a perceber que a necessidade de mudar é mais importante do que seguir a execução do seu plano “perfeito”.

Grandes organizações ou, até mesmo, aquele pequeno comércio no seu bairro, possuem expectativas relacionadas aos resultados no qual seu negócio se propõe a trazer. Mesmo durante o dia a dia, se o resultado não estiver chegando ou, pelo menos, não como o previsto, mudanças são necessárias e, muitas vezes, são impostas por forças externas.


Diante disso, é muito comum que as pessoas ou os gestores evitem as mudanças ao invés de tentar entender o que essas mudanças causarão e se ajustar as necessidades atuais. Como não podemos negar, as mudanças nos últimos tempos estão chegando e causando grandes impactos em uma velocidade na qual não estamos acostumados.

Mesmo com as complexidades de se ter um negócio, nos últimos anos tivemos exemplos de que é possível obter resultados e muitas vezes liderar uma frente apenas adaptando a forma como o trabalho é feito. Muitas dessas mudanças têm como origem um manifesto compilado para Desenvolvimento de Software em 2001, este manifesto recebeu o nome de Agile Manifesto (Manifesto Ágil).

O que é o Manifesto Ágil?


O Manifesto Ágil é um compromisso firmado entre 17 pessoas, líderes do setor de Software e representantes de frameworks (estrutura) de trabalho, onde identificaram os pontos em comum entre cada framework e alinharam as necessidades de ter uma alternativa aos processos de desenvolvimento de software pesados orientados por documentação.


Deste Manifesto foram publicados 4 valores e 12 princípios sobre esta nova forma de conduzir os trabalhos em tecnologia. Conheça os 4 valores do Manifesto abaixo:


• Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas;

• Software em funcionamento mais que documentação abrangente;

• Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos;

• Responder a mudanças mais que seguir um plano;


Por mais que tenha valor em toda a frase, o Manifesto Ágil valoriza mais os itens posicionados a esquerda.


Além desses valores, o manifesto declara 12 princípios que você pode verificar em detalhes.


Agilidade nos Negócios fora da TI


Os valores listados no manifesto começaram a ficar mais em evidência quando as startups começaram a surgir, crescendo de forma muito exponencial e evidenciando que a sua nova forma de trabalho é focada em Agilidade.


No início, muitos associaram essa “Agilidade” ao fato de conseguir resultados mais rápido, crescimento além do que era conhecido para muitos setores, mas por trás estavam os 4 valores e os 12 princípios do Manifesto.


Reinventando o dinheiro

Uma das startups que chegou e mudou o mundo bancário como conhecíamos foi a Nubank. Uma Fintech (São startups que tem como objetivo inovar e otimizar os serviços financeiros) com poucos anos de operação, entendeu as dores dos consumidores e remodelou a forma como grandes operações eram realizadas.


Para suportar estas mudanças, seu time percebeu que precisava responder melhor e mais rápido as mudanças em seu produto, sem precisar entrar na espiral burocrática que muitas empresas vivem. “A gente tem que resolver problemas grandes que mudam muito rápido”, diz ele.


“O ponto é solucionar os nossos problemas, puro e simples”.

- Tulio Calsaverini, Product Manager de Growth na Nubank.


Da mesma forma que a Nubank encontrou na “Agilidade” os valores e princípios para suportar sua operação, qualquer pessoa, em qualquer área, pode aplicar e obter valores. Mas para isso tem que ter disciplina para continuar na busca dos melhores resultados, se adaptar quando necessário e, sempre, entregar valor para o seu cliente.


Assim, a Nubank, como muitas outras, não parou no tempo. Elas inovaram a forma como o mundo é gerenciado e agora ditam o caminho para os gigantes que não conseguiram se adaptar.

“Se você está em um contexto em que falhar é acompanhado de punição, você nunca vai se arriscar a fazer algo grande. Se, por outro lado, a gente constrói uma cultura em que falhar é aceitável, as pessoas se sentem mais à vontade para calcular os riscos e criar algo potencialmente incrível”.

- Tulio Calsaverini, Product Manager de Growth na Nubank.

73 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page